Saiba como preparar uma lancheira saudável

No ritmo das aulas, a lancheira também é um item que preocupa os pais que querem oferecer uma alimentação balanceada a seus filhos. Para isso, a nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, Cintya Bassi, lembra que o lanche dos pequenos deve ser planejado com antecedência.

“De última hora, fica mais difícil fazer escolhas saudáveis e aí a mãe acaba optando pelo que é mais rápido e pronto, mas que nem sempre é nutritivo, como biscoito recheado, salgadinho, refrigerante”, ela observa.

Segundo a profissional, o lanche deve ser composto com alimentos de três categorias diferentes: os construtores que ajudam na construção da massa muscular e auxiliam o sangue e os órgãos; os reguladores que fornecem as vitaminas, minerais e fibras; e os energéticos que dão energia necessária para o bom funcionamento do corpo.

“Como opções de alimentos energéticos, destacam-se os pães integrais, a tapioca, o pão de queijo e bolos caseiros simples. Para os reguladores, podemos incluir na lancheira frutas, verduras e legumes, que devem ser diversificados e, em alguns casos, já enviados picadinho para a criança – não se esquecendo de opções como as frutas secas e oleaginosas, como castanhas e nozes, além de vegetais como tomate cereja, cenoura baby e milho. Os alimentos construtores podem ser oferecidos como queijos magros, iogurtes, leite fermentado e até mesmo como patês de frango ou atum”, comenta Cintya.

O sabor também conta

Uma lancheira saborosa pode, sim, ser saudável. “Devemos evitar oferecer na hora do lanche frituras, alimentos industrializados, processados, que são ricos em corantes, conservantes e sal, como: frios, salsicha, salgadinho de pacote, refrigerantes, entre outros”, diz a nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão.

Resistir a um doce é difícil para as crianças e Cintya diz que não devemos privá-los destes alimentos. “É importante oferecer sempre em porções pequenas para que não atrapalhe o apetite e, quando possível, devemos optar pelos doces mais saudáveis, como compotas a base de frutas e alfarroba”.

Outro cuidado necessário ao fazer o lanche é com os sucos, dando sempre preferência ao natural feito em casa. Caso não seja possível, a nutricionista recomenda ficar atento ao rótulo dos produtos. “Os sucos industrializados possuem quantidade considerável de açúcar e de outros aditivos químicos, como corantes, aromatizantes e conservantes, por isso devem ser evitados”, ressalta.

Outra dica da nutricionista é sempre variar na escolha dos alimentos. “Além de sucos, podemos enviar chás gelados que possuem substâncias boas, como os antioxidantes. Porém, também são ricos em açúcar e cafeína, por isso não devem ser consumidos habitualmente. Uma boa opção é preparar o próprio chá e dosar a quantidade de açúcar”.

Cintya também indica oferecer frutas. “Devemos apenas tomar os cuidados específicos com cada uma. Se a fruta é daquelas que oxidam mais rápido, passe limão antes de embalar. Frutas mais delicadas como pêssego e pêra também devem ser embaladas de maneira que não amassem”, ressalta a especialista. “Os hábitos saudáveis devem ser uma extensão do que ocorre em casa, porque a criança não vai querer comer fruta na escola se em casa isso não é rotina”.

Fonte: Guia-me

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *