Rosane Félix: “procuro encarar a vida com bom humor, confiando no Deus que eu sirvo”

rosanerosto

Uma das suas principais marcas é o bom humor e o sorriso aberto. Nascida em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e criada na Igreja Evangélica Assembleia de Deus, ela é filha de uma costureira e de um funcionário público, dona Zezé e Seu Francisco.

Aos 44 anos, Rosane Félix é uma das principais locutoras da Rádio 93FM, onde atua há 14 anos apresentando os programas Café com Crente em Dose Dupla e Bom dia 93 (nas manhãs de segunda à sexta-feira); Clubinho 93, Web 93 e 93 minutos sem intervalo (aos sábados). Casada com Malta Jr, também locutor e dublador, ela recebeu o prêmio de melhor locutora de Rádio do Rio de Janeiro, sendo a única concorrente do segmento gospel.

Além do sorriso sempre aberto, ela é uma pessoa totalmente dedicada à família e a ajudar ao próximo. Nesta entrevista exclusiva ao Espaço da Mulher Cristã, Rosane Félix conta um pouquinho do seu testemunho de vida, da sua carreira e das coisas do dia a dia! Confira!

Como foi a sua infância?
Então, nasci na igreja, criada no temor do Senhor por uma família simples, mas com muito amor!

Você é de uma geração de cantoras como Cassiane e Andréia Fontes e começou a cantar ainda muito criança. Como surgiu o seu interesse pela música e como foi esse período na sua carreira?
Sim, minha mãe me ensinou a cantar em casa nos cultos domésticos. Comecei a cantar na igreja e cheguei a gravar três LPs . Na época, tive uma carreira bem conhecida. Os mais antigos vão lembrar. Tinha onze anos quando gravei o meu primeiro LP com o título, Cristo Pode Resolver. Tive experiências maravilhosas. Nessa época, vendia LPs nas portas das igrejas. Subia no banco para poder cantar, pois era muito pequena (Rsrs)

rosane7

Sente vontade de voltar a gravar? O seu público “cobra” isso?
Tenho vontade de gravar e muitas pessoas me cobram isso. Mas gravaria, sem o intuito de viver disso.

Como você se descobriu locutora? Há quanto tempo você atua como locutora da 93FM?
Eu não me descobri, me descobriram (rsrs). Comecei gravando vinhetas para Rádio, e depois recebi convite para começar a falar em Rádio. Estou na 93FM há 14 anos, onde apresento os programas Café com Crente em Dose Dupla, que divido com o Malta Jr, Bom dia 93, Clubinho 93, Web 93 e 93 minutos sem intervalo.

Como é trabalhar com o marido? Existem atritos? (rsrs)
É maravilhoso e  tranquilo. Acredita que em 20 anos de casamento, conto no dedo as vezes que discutimos ou brigamos… Vivemos no Rádio, o que vivemos em casa. Estamos nesse novo programa já há uns dois anos.

rosane1

Ao longo desses anos, você já ouviu e contou muitas histórias e testemunhos. Tem algum que tenha te marcado mais?
Tenho vários. Pessoas que estavam em depressão e foram curadas. Outros que tiveram um encontro com Cristo. Um que posso destacar é de uma moça que estava ouvindo a oração que costumo fazer às 9 horas da manhã, e que costuma se mutilar… Naquele dia, ela pretendia se matar. Mas, naquele momento, ela decidiu não fazer isso. Eu a acompanhei durante um tempo e agora recebi uma foto do batismo dela nas águas.

Recentemente, você recebeu o prêmio de melhor locutora de rádio do Rio de Janeiro, sendo a única concorrente do segmento gospel. Como você recebeu esse reconhecimento? A que se deve o sucesso e o reconhecimento do seu trabalho?
Fiquei surpresa. Primeiramente, a Deus, que me deu o dom; e ao amor e à sinceridade com que faço o meu trabalho

Você é uma pessoa muito família e preocupada em ajudar aos outros. Como é a sua relação com a sua família e de onde vem essa herança?
Hoje, tenho apenas meus dois irmãos. A nossa relação é a melhor possível. Somos unidos com muito amor e união. Essa herança vem de minha mãe que era uma mulher simples, mas que vivia para as pessoas.

Como é a rotina da Rosane Félix? Casa, trabalho, projetos sociais, igreja, vida privada…
É bem agitada, até porque, eu sou muito agitada. Mas consigo me organizar bem.

O que você gosta de fazer nas horas livres?
Eu gosto de viajar, de ir à praia, de estar com pessoas cantando e tocando violão, e comendo.

rosane8

Como você lida com o carinho das pessoas nas ruas, eventos e igrejas aonde você vai?
Eu amo isso. Eu tiro foto com  todos. Eu procuro não sair de nenhum evento sem dar o máximo possível de atenção aos que me cercam. Amo estar com pessoas!

No seu programa, você tem o quadro Banquinho 93, onde recebe várias pessoas para contar seus testemunhos. Há pouco tempo, você mudou de lado e foi entrevistada… e muitas pessoas não conheciam o testemunho da Rosane Félix… Como foi a reação das pessoas ao ouvirem seu testemunho?
Muitas pessoas se manifestaram com surpresa, pois como me conhecem sorridente e bem humorada, não imaginavam os momentos difíceis que já passei na vida. Outros se surpreenderam comigo cantando. Mas considero que foi uma ótima experiência.

Conte um pouco para nós da sua história de vida:
Criada na Igreja, acompanhava minha mãe nos trabalhos sociais, onde ela distribuía alimentos. Ela costurava para pessoas menos favorecidas. Comecei a trabalhar aos 16 anos. Faltando seis meses para o meu casamento, aos 21 anos, perdi minha mãe com um tumor  na cabeça. Quatro anos depois, perdi meu pai com diabetes. Logo após isso, minha irmã teve um câncer de intestino, e por pouco também não a perdi. Trabalhei muito com meu esposo para casarmos e conquistarmos o nosso espaço.

rosane9

Uma das suas características mais marcantes está no bom humor e no sorriso sempre aberto. Qual o segredo para estar sempre rindo? O que você diria para as mulheres que não conseguem mais sorrir?
Como diz meu marido Malta Jr, “O sorriso, adoça as palavras”. A vida em si, já é muito difícil e muito curta pra ficarmos de cara feia, rancorosos e guardando mágoa. Procuro encarar a vida com bom humor, confiando no Deus que eu sirvo. Também penso que ninguém tem nada a ver com os meus problemas. Então, guardo as minhas inquietudes para mim, e sempre que posso sorrio para as pessoas. Acredito que essa também seja mais uma herança da minha mamãe (rsrs). Para essas mulheres, eu diria que se revolvam da melhor forma. Perdoem se for preciso. Se cuidem, se valorizem e acima de tudo, se amem… Acredite, Deus quer te ver feliz e sorrindo! Sorrir, confiando em Deus na luta, fará você mais forte pra vencer!

O que a Rosane Félix almeja para o futuro?
Eu gostaria de contribuir de alguma forma que amenizasse o sofrimento das pessoas. Digo isso em relação a qualquer área. Imagine uma pessoa, que se sente mais feliz em dar presente do que receber? Então, essa pessoa sou eu. De verdade, creio que Deus colocou isso no meu coração. Por isso, não me vanglorio nisso, pois sei que vem de Deus. Ele é que me fez assim. E se no futuro, eu tiver oportunidade de ampliar os meus braços, e puder fazer  mais pelas pessoas, isso me fará uma mulher completamente realizada.

Por Sandra Freitas

Deixe seu comentário