Quando suas forças faltarem, conte com a força de Deus!

No ano de 2004, nas olimpíadas de Atenas, Vanderlei Cardoso de Lima foi interrompido em sua corrida enquanto se aproximava da linha de chegada. Faltavam apenas seis quilômetros quando num ímpeto, foi forçado a desviar sua rota por um manifestante que o segurara na tentativa de impedi-lo de continuar sua jornada. Noticiada em vários países, a história do atleta brasileiro tornou-se conhecida ao desviar-se do importuno e completar seus últimos quilômetros até a linha de chegada, conquistando a medalha de bronze.

Sempre que me recordo deste fato, lembro-me também da jornada que trilhamos em nossa vida diária. A vida cristã não é uma corrida de velocidade, mas sim de perseverança. O escritor de Hebreus declara que a jornada que nos foi proposta deve ser “corrida com paciência” (Hb.12.1), o que nos sugere não apenas a velocidade, mas o ânimo que se confere durante o caminho. O profeta Miquéias afirma que quem serve a Deus andará por seu nome (Mq. 4.5).

Se voltarmos à imagem do atleta brasileiro, quem imaginaria, ao início da corrida, que tal situação aconteceria? Não havia sentimento de medo ou aflição na linha de partida, apenas euforia e entusiasmo para quem havia se preparado para a conquista. É assim também conosco! Rompemos com a fita da linha de partida com toda nossa força, envolvidos na nuvem das expectativas, transpassamos nossos limites e corremos em direção ao alvo. No entanto, em algum momento somos interrompidos. Atropelos em forma de frustrações tentam nos fazer parar. Nossos medos nos agarram com força forçando-nos a mudar de direção.

Max Lucado escreveu que “a carreira cristã não é um trotar lento, mas uma corrida exigente, cansativa e, às vezes, agonizante”, e ele completa dizendo “é preciso um esforço tremendo para completá-la bem.”. De fato, terão dias de cansaço e dissabores, contudo, não podemos perder a rota. Vanderlei corria por uma medalha, e ainda que, com tropeços, não hesitou de sua conquista. Nós corremos por uma coroa, não podemos parar agora.

“Ele dá poder ao desfalecido, e para aqueles que não têm nenhum vigor ele aumenta força.” (Is.40.29). Avance! Quando suas forças faltarem, conte com a força de Deus!

 

*Imagem de StockSnap por Pixabay

Comments

1 comentário
  1. Avatar
    posted by
    Dores
    nov 26, 2019 Reply

    Maravilhosa reflexão, gratidão. Amém

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *