O amor seja sem hipocrisia…

hipocrisia

Negócio lucrativo para o nosso inimigo é a incompatibilidade de nossos discursos se comparados com nossas ações. Desde os tempos de Jesus, a hipocrisia era condenada. A diferença é que nos dias de hoje, tudo se tornou tão relativo, que sob nossos olhos de juiz, hipocrisia é a ação do outro e não a minha.

Pregamos amor, compaixão, mansidão, justiça, retidão, e tantas outras atribuições de caráter que se perdem no nosso cotidiano, mas estão sempre firmes quando se trata de uma observação da vida alheia. Gastamos tempo na busca de um embasamento teórico bíblico que condenem a ação do outro e, mais outro tanto de tempo na busca de outros argumentos que nos justifiquem.

O convite ao ajustamento das nossas palavras com nossas ações sempre existiu, o que confirma a incidência humana em tal “delito”. O profeta Joel advertiu: “Rasgai o vosso coração, e não as vestes” (Jl. 2:12) afirmando que os sacrifícios do povo de Israel eram opostos a seu estilo de vida sendo superficiais e de interesse próprio. O próprio Jesus condenou as palavras dos Fariseus que eram contraditórias às suas ações (Mt.12:34). O Mestre deixou claro que uma árvore se conhece pelos frutos, ou seja, suas palavras têm fim em si mesmo se não forem coordenadas com uma ação que a sustente.

Paulo advertiu a igreja em Éfeso a andarem de modo digno que fosse compatível com sua fé em Cristo “Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia. Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou.” (Ef. 4:31 e 32).

Eu me recuso a contribuir com o projeto de Satanás de descrédito das verdades do Evangelho por causa das minhas ações. E você? Enquanto vivermos incompatíveis com as verdades das Escrituras seremos os maiores patrocinadores deste plano das trevas. Contudo, a partir do momento que decidirmos viver para glória do Pai, nossas ações serão moldadas por Ele.

O amor seja sem hipocrisia… compartilhai das necessidades dos santos… praticai a hospitalidade… abençoai os que vos perseguem… Alegrai-vos com os que se alegram… não sejais sábios aos vossos próprios olhos… Se possível, quando depender de vós, tende paz com todos os homens… Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.” Romanos 12:9-21.

Quantas de suas ações precisam estar alinhadas às verdades de Deus? O alinhamento começa agora. Uma pregação eficaz necessariamente precisa de ações que a afirmem. A verdade liberta! E precisa começar em nós!

Joyce Consoli é casada, mãe de três filhos; congrega na Igreja Batista Shalom em Brasília; e atua no Ministério de Louvor e pregação da Palavra.

2 Comments

Deixe seu comentário