Minha identidade em Cristo

“Vede que grande amor nos tem concedido o pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus, e de fato, somos filhos de Deus. Por essa razão, o mundo não nos conhece, porquanto não conheceu a ele mesmo”. (1Jo 3.1)

Para falarmos sobre identidade da mulher cristã é necessário atentarmos para o que significa identidade, que é o conjunto de caracteres particulares que identificamos uma pessoa. É o reconhecimento de que o indivíduo é ele próprio. Isto se faz através de documentos de identificação que conste nome, data de nascimento, filiação, impressão digital etc.

Porém existe a falsa identidade muito usada hoje nas redes sociais com o objetivo de ocultar a verdadeira identidade. Mas sabemos que falsificação é crime previsto na lei.

Trazendo para a dimensão espiritual, podemos afirmar que a igreja em geral vive uma crise de identidade.  Por quê?

Muitos cristãos estão focando a vida num evangelho humanista, ou seja, defende o homem como criador dos valores morais. Um evangelho que  resolve problemas aqui e agora, mas não desenvolve o caráter e a santidade de Deus no homem, contradizendo assim o pensamento religioso ou espiritual que afirma ser Deus o criador desses valores.

Quando lemos o capítulo primeiro de Daniel, nos deparamos com a história de quatro jovens que propuseram no coração manter sua identidade. Eram eles: Daniel, Hananias, Misael e Azarias. O que a Babilônia quer fazer com Daniel e seus amigos?  Mudar sua identidade. E não é diferente hoje. O mundo tenta dizer para cada uma de nós mentiras a respeito de quem somos nos colocando alguns pseudônimos.

Mas a mulher cristã prefere ser conhecida como serva do Senhor, pois quem mudou nossa vida foi o Senhor. Ele sim nos deu um novo nome quando nos chamou, e isso a Bíblia confirma. Deus  quando fazia grandes obras na vida de alguém trocava-lhes o nome. Exemplos: Sarai (Sara); Hadassa (Ester)…

Ainda não sabemos nosso novo nome, mas de fato já temos nossa identidade espiritual em Cristo, pois quando O servimos nos tornamos idênticos a Ele. Por isso, podemos afirmar que cada filho de Deus pode testificar: eu estou nEle. Porque assim como um recém nascido tem um código genético só seu, nós também quando aceitamos Jesus recebemos um código genético espiritual,  e isso nos identifica com Cristo (2Co 5.17). Somos geração eleita, nossa origem é Deus, nação santa, povo adquirido.

Como cristãs nos identificamos com Cristo porque fomos escolhidas, adotadas, redimidas, compradas pelo sangue, chamadas para cumprir o seu propósito, herdeiras, co-herdeiras e embaixatriz de Cristo na terra. Somos conforme o caráter de Cristo porque Ele fez isso em nossa vida, conquistou nosso direito na cruz.

A nossa identidade cristã nos torna forte no mundo espiritual e através do sangue e do nome de Jesus podemos fazer proezas e transformar o mundo em que vivemos.

Em meio a uma geração obstinada e de um povo de coração petrificado pelo pecado, em face ao desespero em que se debatem as famílias, nós fazemos a diferença.

Que a mulher cristã se deixe ser usada como fonte de encaminhamento e esperança a um mundo dominado pela insensibilidade. Que a mulher cristã seja usada como ponte sobre as águas, como abrigo no deserto. Que a mulher cristã seja usada como instrumento vivo entre os familiares e amigos refletindo sempre Cristo,  tornando-se modelo de fidelidade no serviço e amor ao próximo e com ousadia falar: sede meus imitadores, como sou de Cristo!

Lindinalva Souza de Almeida é licenciada em História, pós graduada em Metodologia do Ensino de História e Geografia do Brasil, membro da Assembleia de Deus em Esperantinópolis (MA), professora e superintendente da EBD.

Comments

4 Comments
  1. Avatar
    posted by
    pr Genisvaldo Santos
    out 2, 2016 Reply

    Muito bom o estudo, Deus continue te usando assim

  2. Avatar
    posted by
    Janilda
    mar 7, 2017 Reply

    Linda mensagem edificante

  3. Avatar
    posted by
    Margarida Pereira
    jan 3, 2018 Reply

    Maravilhoso estudo, que Deus continue abençoando tua vida.

  4. Avatar
    posted by
    Edinéia Aparecida Aguiar Oliveira
    set 4, 2019 Reply

    Maravilhoso que Deus continue abençoando sua vida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *