Mensagens da Graça

Refletir sobre Graça é fazer a leitura da Vida de Cristo com os Seus singulares encontros. Entre tantos registrados, está um dos mais graciosos. Uma mulher, distante da graça, em desgraça mesmo, flagrada em adultério, foi levada até Ele pelos “corretos” da época, escribas e fariseus.

A intenção era de ter algum motivo para acusar a Jesus, caso Ele concordasse com a condenação da mulher, seria desacreditado como amigo dos pecadores e publicanos, todavia, se discordasse, estaria se opondo aos ditames da Lei judaica, também contrariando a Lei romana.. Eles pensavam que Jesus estava numa situação que resultaria em torna-se indesculpável.

Entretanto, o que Eles não poderiam avaliar era a dimensão da Graça, do Presente gracioso, ofertado e recebido naquele encontro.

A Graça fala de recomeço – A mulher, colocada numa posição de humilhação, condenação, sem saída, vista pela multidão como culpada, recebe a resposta desafiadora de Jesus, que a coloca no mesmo patamar que seus acusadores! A questão era, exclusivamente quem não tivesse pecado que lançasse nela a sua condenação. Que palavras inquietantes para os acusadores, ao mesmo tempo, esperançosas para ela! Sim, a graça apontava uma chance, um recomeço.

A Graça fala da Real Justiça – mediante o questionamento, todos vão se retirando. Porque? Porque de fato, não eram justos. Quando Jesus fala, destrói essa categoria de “justos” – A Real justiça está em Cristo, Ele exclusivamente Ele, nos justifica, ” … havendo sido justificados pela fé, temos Paz com Deus por meio do nosso Senhor Jesus Cristo” . (Rm 5.1).

A Graça fala de Absolvição – Quanta alegria no coração da mulher quando todos vão embora! Mas ela não tem pressa… no seu coração, ela sente que está diante de um amor deveras gracioso! Precisa ouvir o Seu veredito, sua absolvição, e Ele não falha: “Eu também não te condeno, não peques mais” – mais que alívio, sua vida recebeu libertação .

Quanta Graça neste Encontro! Que você também tenha um Encontro gracioso de oportuno recomeço e libertação!

Lídia Lopes é pastora, bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, com convalidação na Escola Superior de Teologia (RS). Professora de Hermenêutica e Visão Panorâmica do AT e NT no Seminário Teológico do Oeste e Palestrante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *