Glaucelir Rosa: chamada por Deus para alcançar as nações

Nascida numa família cristã, ela aprendeu com a mãe, uma mulher simples, mas temente a Deus, sobre todos os princípios de Jesus. Glaucelir de Oliveira Rosa, tem 34 anos, e hoje, faz parte da Igreja de Cristo que se reúne no Niger. Ela cresceu na Assembleia de Deus e, aos 26 anos, foi para a Igreja Batista, onde ficou até 2012, quando foi como missionária para o Níger, um país da África Ocidental. Agora em janeiro de 2016, ela completa quatro anos no campo missionário.

Ela conta que o chamado missionário aconteceu na pré-adolescência, através de uma amiga, Haja Hope. “Foi por ver o que ela fazia e como lutava para que os missionários fossem assistidos, que surgiu em meu coração o desejo de servir em missões. Mas foi depois dos vinte anos que realmente me dediquei a estudar missiologia”.glaucelir4

De acordo com a missionária, no início, ela teve que enfrentar algumas barreiras e, ainda hoje, há quem não entenda o porquê de ela ter largado tudo e ter ido para tão longe. “Mas louvo a Deus que mostrou para a minha família que essa é a Sua vontade para a minha vida. Hoje eles sentem minha falta, mas me encorajam a continuar servindo esse povo”.

Antes de ir para o campo missionário, Glaucelir estudou na Escola de Missões Ágape de Cristo (EMAC) liderada por Haja Hope. Foi lá que tudo começou. A primeira viagem foi a Bom Jesus da Lapa, na Bahia, no ano de 2007. “Era hora de colocar em prática o que vi em sala de aula. Na ocasião estava apenas doando minhas férias. Mas o contato com aquelas crianças me fez entender que meu lugar era no campo. Então, em 2008, saí do emprego para me dedicar a missões”.

O Níger é o primeiro trabalho de Glaucelir fora do Brasil, e ela não pensa em voltar de vez. “Desejo só visitar minha família e amigos. A cada dois anos, faço isso em um curto período de tempo. Mas estou na direção de Deus. Ele vai dizer o que realmente será”.

Ministério Guerreiros de Deus

Glaucelir faz parte do Ministério Guerreiros de Deus. Um projeto que tem como prioridade pregar o amor de Cristo, sua vida e obra, através do discipulado e serviço social. Segundo Glaucelir, atualmente, eles alimentam quase duas mil crianças, todos os dias. “Temos quatro creches, onde crianças de famílias pobres são alfabetizadas, alimentadas e cuidadas com muito carinho. Fora os projetos de nutrição em vários bairros da capital e interior do Niger”.

Dentro do Ministério Guerreiros de Deus, existe ainda um trabalho voltado para as mulheres. As Casas das Flores recebem mulheres e meninas que são alfabetizadas e formadas em corte e costura. “Mais de trinta crianças e adolescentes matriculados em escola particular e com toda assistência necessária para o estudo. Esses são alguns dos trabalhos que tenho a honra de participar”.

glaucelir2Como todas as pessoas que se lançam no campo missionário, Glaucelir também enfrenta dificuldades. Segundo ela, encontrar pessoas que se mantenham fiés na manutenção de toda essa obra, é uma das dificuldades. “Agradecemos ao Senhor, pois temos amigos e irmãos que nos ajudam, porém, os desafios requerem mais investimentos e, infelizmente, as igrejas estão mais voltadas pra si do que para Missões. Não fazem o quanto realmente podem fazer”.

Atualmente, os membros do AGD Níger estão voltados para a reconstrução de casas e da base onde funciona os projetos. “Em janeiro, sofremos com os ataques por conta das charges do jornal francês. Tivemos nossas casas invadidas, entraram em nossa base, roubaram, destruíram, queimaram. Foi triste ver tudo perdido. Mas louvamos ao Senhor que poupou nossas vidas. Ninguém dos nossos se feriu”, testifica.

Apesar de todas as dificuldades, existem os momentos de alegria. De acordo com Glaucelir, poder continuar no Níger, mesmo depois dos ataques de janeiro, e ver as crianças recitando versículos e dizendo que amam Jesus, são momentos que fazem com que toda a dificuldade seja minimizada. “Ver as mulheres tendo a oportunidade de se expressarem, pois aprendem que Deus as ama e que elas são importantes…  Jovens permanecendo fiés a Cristo, mesmo em meio a perseguição familiar. São tantas as alegrias!”, se alegra Glaucelir.

Quando perguntada sobre a distância da família e dos amigos, Glaucelir destaca que, com a Internet tudo fica mais perto. “Sempre que estou com saudade, corro para esse instrumento e me aproximo dos meus. No mais, é confiar n’Aquele que começou a boa obra. Seu Espírito é apto a nos ensinar todas as coisas, inclusive, estar longe dos que nos são queridos”.

Vivendo os planos de Deus

glaucelir3Ao longo desse período, Glaucelir diz que tem aprendido muitas coisas, como viver o Evangelho na sua simplicidade. “Amar, servir, negar a própria vontade, assim como Jesus. Ele é o Mestre, Senhor e Dono da minha vida. Ou eu obedeço, ou não faço parte de seu Reino. Ele é meu exemplo de como agradar a Deus. Não posso viver outra coisa e esperar estar com Ele na eternidade. E não é por medo do inferno que lhe obedeço, mas porque o amo. E o amo porque Ele me amou primeiro. Aleluia!”

Para Glaucelir, o importante é continuar vivendo o que Deus planejou para a sua vida. E seus planos continuam os mesmos. “Permanecer caminhando nos princípios de Deus. Ser semelhante a Jesus. Fazer discípulos d’Ele. Morrer cada dia para minhas vontades!”, finaliza.

Se você quer conhecer um pouco mais do projeto e contribuir, acesse o site: agdniger.com

Por Sandra Freitas

Comments

2 Comments
  1. Avatar
    posted by
    Elenir Oliveira
    nov 21, 2015 Reply

    que lindo esse trabalho,Deus seja louvado,que Deus continue te usando abrindo portas para que esse trabalho possa continuar.

  2. Avatar
    posted by
    RAQUEL
    nov 30, 2015 Reply

    Fiquei muito feliz em ver o que Deus fez na vida da Glaucelir! Trabalhamos juntas em 2004 e nunca mais nos vimos, mas sempre pude ver que ele tinha algo diferente. Hoje posso ver que era o chamado para Missões! Que o Senhor possa guardá-la sempre onde estiver! E que ela ganhe muitas almas para o reino de Deus!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *