Em família, adoremos ao Senhor!

Família: Pessoas relacionados por laços sanguíneos,  por adoção afetiva – comunidade religiosa.

A família adora ao Senhor utilizando a fé – Na narrativa da morte e ressurreição de Lázaro,  no evangelho de João 11.41, “Jesus, levantando seus olhos aos céus, agradeceu: Pai,  dou-te graças porque Me ouviste”.

A ação de graças é feita precedente ao milagre da ressurreição;  Jesus dá graças pelo que  está prestes a receber.  Em famílias, precisamos aprender a adorarmos ao Senhor, apresentando, não uma fé inexpressiva,  tampouco, um lamento, mas uma adoração autêntica,  movida por fé!

Em família,  adoremos ao Senhor,  pelo novo cântico,  que é identificado,  pela Presença do Senhor dentro de nós.  Nosso valor, se baseia no fato de que, nosso coração é o único lugar onde o Senhor tem templo. Ele não habita em templos feitos por homens. O novo cântico também nos dá poder extraordinário que vence o comum.

Em família adoremos ao Senhor, por termos adversativa na Sua Graça: ” sofremos… mas não perdemos a esperança, perseguidos, mas jamais destruídos…” (2 C o.4.8,9,16).

Para cada situação de desânimo,  tribulação,  perplexidade que passarmos em família,  lembremos que existe um suporte  do céu a nosso favor, uma ação do Pai que nos abençoa.  A Sua bênção vale infinitamente mais que nossos  esforços,  mais que aprovações de outros, mais perseguições que se levantem contra a família.

Que em família adoremos ao Senhor, que ao sermos fortalecidos, sejamos uma família firme, adorada,  à despeito de tão grande crise. Que assim se cumpra em nós!

Lídia Lopes é bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, com convalidação na Escola Superior de Teologia (RS). Professora de Hermenêutica e Visão Panorâmica do AT e NT no Seminário Teológico do Oeste e Palestrante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *