Dúvidas que precisam ser esclarecidas antes de colocar uma prótese de silicone

seios2

A mamoplastia de aumento, procedimento estético em que são colocadas próteses de silicone, é a cirurgia plástica mais realizada no Brasil, com cerca de 288 mil procedimentos ao ano, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. E, assim como toda cirurgia, o paciente deve estar bem informado sobre o que é e como será feito, qual material será utilizado, além de entender as expectativas sobre o pós-operatório e o resultado final.

Segundo o cirurgião plástico e especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Dr. Seung Lee, as pacientes sempre têm dúvidas em relação ao tamanho da prótese e o especialista deve participar da decisão. “A escolha da prótese será de acordo com a estrutura física do paciente, ou seja, diâmetro do tórax, altura, tamanho e formato das mamas assim como o desejo da paciente”, comenta o especialista.

A seguir, o especialista esclarece as principais dúvidas de pacientes que desejam colocar prótese de silicone:

Como escolher um bom profissional para realizar o procedimento?
O primeiro passo é contatar um membro especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, sempre conferindo se o cirurgião possui registro do CRM (Conselho Regional de Medicina). Busque referências e veja resultados de outros pacientes. Marque uma consulta e tire todas as dúvidas com o cirurgião, veja se ele atende suas expectativas e se o resultado final é o que você espera. É nesse momento em que médico e paciente devem criar uma relação de confiança”, explica o especialista.

Qualquer pessoa pode colocar silicone?
“Há algumas exceções! Por exemplo, grávidas e lactantes não devem colocar prótese nesse período. Pessoas que sofrem outros problemas de saúde, como como câncer ativo, lúpus ou com problemas cardiológicos que não foram liberadas pelo médico também não devem realizar a cirurgia”, conta Dr. Seung. É importante que todos os exames pré-operatórios sejam realizados, além de investigar outros problemas de saúde antes de realizar qualquer tipo de procedimento.

Prótese por cima ou por baixo do músculo?
“O cirurgião irá analisar vários fatores antes de indicar se a prótese deve ser colocada por cima ou por baixo do músculo. Levamos em consideração a espessura da pele, quantidade de tecido mamário, diâmetro do tórax e o tamanho de prótese desejado pela paciente. A técnica em que o silicone é colocado por cima do músculo deixa o seio mais marcado, indicado para pacientes que possuem tecido mamário suficiente para cobrir a prótese de silicone e desejam um resultado com o colo mais marcado. Já a técnica em que a prótese é colocada por baixo do músculo é indicada para pacientes que têm a pele mais fina, com tecido mamário insuficiente para dar cobertura adequada para a prótese de silicone. O resultado é uma aparência mais discreta, sem deixar o colo muito marcado”, ressalta Seung.

Quais são os riscos dessa cirurgia plástica?
A mamoplastia de aumento é uma cirurgia de baixo risco, com baixo índice de complicações sérias quando realizado por uma equipe especializada e em ambiente hospitalar com toda a estrutura para a segurança da paciente.

Como é o pós-operatório?
“Após a cirurgia, a paciente obtém alta hospitalar no dia seguinte. Orientamos evitar esforço físico nas primeiras semanas, não elevar os braços acima do ombro, usar o sutiã cirúrgico por 60 dias e retornar para academia somente após 2 meses”, finaliza o cirurgião.

Dr. Seung Lee é Cirurgião Plástico Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Graduado pelo Centro Universitário de Volta Redonda – UNIFOA – RJ, recebeu título de especialista em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica pelo MEC. Estagiou cirurgia estética e reparadora na Oblige Plastic Surgery – Coréia do Sul, tendo a residência médica em Cirurgia Geral pelo Hospital Federal de Ipanema – RJ, e residência médica em Cirurgia Plástica na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Deixe seu comentário