Conflitos conjugais – Parte 2

Frente ao matrimônio, os cônjuges ficam diante de um desafio: Como ser dois sendo um?  Como ser um sendo dois?

Realmente, na relação, se convive com “dois indivíduos”, “dois desejos”, “duas histórias de vida”…

Porém, como casal, vão conviver no dia-a-dia com “um desejo conjunto”, “uma história de vida conjugal”, “uma identidade conjugal”…

Precisa ser desenvolvido no casal, para se ter uma relação saudável, respeito nas diferenças e não anular a individualidade do outro, com um certo limite, para que não haja o distanciamento do casal.

O casamento na atualidade é muito influenciado pelos valores do individualismo, por isso vemos cônjuges que vivem como se estivessem solteiros .

Família é um projeto de Deus e esses valores prejudicam esse projeto.

Para que as relações conjugais, correspondam às expectativas de cada um, precisam incluir na rotina do casal: comunicação, amor, perdão e solução de problemas na sexualidade.

O casamento firmado nas Leis de Deus, que é “para sempre e único”, não tem mais importância na sociedade atual.

O casais vivem uma individualidade e uma grande expectativa de ser feliz, mas sem contar com o cônjuge. Quando ocorre a separação, por existir essa individualidade, muitas vezes acontece a repetição de padrões, isto é, continuam com as mesmas dificuldades no casamento.

Portanto, o casamento cristão, deve ser para sempre, “pois o que Deus uniu, ninguém o separe”. Mesmo quando se busca um casamento feliz, às vezes, não acontece, pois falta a presença e a orientação de Deus no projeto.

Concluindo este artigo, mas não colocando um ponto final na discussão deste tema, podemos afirmar que na busca da conjugalidade saudável, “melhor é serem dois do que um … se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade.” Eclesiastes 4:9-12.

Carmen Pires é psicóloga e membro da Primeira Igreja Batista de Campo Grande (RJ).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *