Como controlar a sua raiva (Parte 3)

mulheraiva2

3. Reflito antes de reagir

Não responda impulsivamente. “O tolo mostra toda a sua raiva, mas quem é sensato se cala e a domina.” Pv 29:11 (LH) Circule “se cala” – retardar, esperar é um grande instrumento para se controlar a raiva. Eu não estou dizendo esperar por um dia. A Bíblia diz que não se deve dormir quando se está zangado. Estou dizendo esperar por cinco minutos. Quando você começa por marcar seus intervalos de um minuto e espera. Quanto mais você controla seu temperamento, ele melhora, quanto mais você o controla, melhora. Dê a você mesmo algum tempo de parada, reflita e pense no assunto. Se você não pára e pensa, vai fazer sempre a coisa errada. Eu preciso refletir antes de reagir. Eu preciso me habituar a quando começar a zangar, dar um passo atrás, esperar alguns minutos e olhar a situação do ponto de vista de Deus. Observe o texto: “…o homem sábio espera e “fica frio.” “Esfriar a situação” é uma expressão bíblica. Uma tradução moderna diz: “O homem sábio espera e esfria.” Foi Jefferson quem disse: “Quando ficar zangado, conte até 10; quando ficar muito zangado, conte até 100.” Reflita antes de reagir.

“A sabedoria do homem lhe dá paciência;” Pv 19:11 Tente entender sua raiva. Olhe para ela. Analise-a. “Por que eu estou com raiva?” Faça três perguntas, porque quanto mais entendimento você tem, mais entendido se torna. Quanto mais você entender seus filhos, menos raiva você terá deles. Quanto mais você entender seu marido, menos raiva você terá dele. Quanto mais você conhecer sua esposa/chefe/quem quer que seja, menos raiva você terá. Entendimento produz entendimento. Faça três perguntas para ajudá-lo a entender melhor sua raiva:

“Por que estou com raiva?”

“O que realmente eu quero?”

“Como obter o que quero?”

A maioria das vezes, o melhor caminho que achamos para ter o que queremos não funciona e a raiva explode. Desse jeito, raramente obtenho o que quero.

“Por que estou com raiva?”

A raiva nunca é, na verdade, a raiz do problema em sua vida. É um sintoma, uma luz de advertência. Diz que alguma coisa está errada. O que a raiva quer dizer é que, como sintoma, três coisas estão acontecendo em sua vida. Há três causas para a raiva: dor, medo, frustração. Esta são as três coisas que me fazem ficar com raiva. Quando fico zangado, preciso parar e analisar qual das três é a causa principal. Estou sentindo dor? Estou com medo, ameaçado, que vou perder algo ou alguém do meu relacionamento? Ou estou frustrado?

Você está batendo com o martelo, erra o prego e acerta o dedo. Isso dói. E porque dói, você esquenta, se censura e fica com raiva.

Quando você está com medo… Quando você encurrá-la um animal que não tem para onde ir, ele ataca você. Quando sinto que estou perdendo alguma coisa de valor, fico com raiva de você, porque estou ameaçado.

Quando estou frustrado… Minutos atrás, Kay e eu estávamos de carro e um senhora idosa de pequena estatura me ultrapassou e ficou em minha frente. Eu estava a 100 km e ela, a 10. Fiquei frustrado e o resultado disso é que comecei a zangar. Kay tirou por menos e disse: “Quem sabe, um dia será sua mãe fazendo coisa igual!” Quanto mais entendimento você tem, mais entendido você será.

Dor, frustração e medo são as causas da raiva. Você precisa entender a razão disso, porque “A sabedoria do homem lhe dá paciência;”

4. Expresso minha raiva apropriadamente

“Se você ficar com raiva, não deixe que isso o faça pecar…” Ef 4:26 Este versículo implica que há um jeito de ficar com raiva e não pecar. Toda raiva é pecaminosa? Não. Deus fica irado e deu ao homem a mesma capacidade. Mas há formas certas e erradas de ficar com raiva. Há formas construtivas e destrutivas de raiva. Raiva apropriada e não apropriada. Você precisa aprender a expressar sua raiva de forma apropriada. Nada pode arruinar um relacionamento mais rápido que a raiva. Nada pode destruir um relacionamento mais rápido.

“Se você ficar com raiva, não deixe que isso o faça pecar…” Negar que você está com raiva, quando está mesmo, é pecado. Isto se chama mentir. É mais fácil ficar com raiva do que admiti-la. A Bíblia diz que ficar com raiva e não admiti-la é mentir. Isto é pecado. A raiva não é errada em si, o erro está em como a expressamos. Há pessoas que aprenderam a expressar a raiva quando tinham dois ou três anos de idade e continuam, agora como adultos, a expressá-la mesma forma. Isso não funciona. Muitas pessoas expressam sua raiva de uma maneira que ficam mais distantes do seu objetivo do que quando estavam sem raiva. O efeito produzido é o contrário do resultado esperado. Explodir com as pessoas nunca produz mudanças duradouras, só produz mais raiva e alienação. Embora saibamos disto, continuamos do mesmo jeito. Não produz resultados eficientes.

Estou convencido de que a maioria de vocês pode ter ótimos relacionamentos e ter suas necessidade satisfeitas se você aprender a direcionar sua raiva de maneira apropriada e a expressá-la corretamente e não incorretamente.

Livros: The Language of Love – (A Linguagem do Amor) – Gary Smalley

Make Anger Your Ally – (Faça da Raiva sua Aliada) – Neil Warren

Esses dois livros ajudam você a aprender a expressar sua raiva apropriadamente e de uma forma positiva.

Carmen Pires é psicóloga, psicopedagoga, consultora em Gestão de Pessoas e membro da Primeira Igreja Batista de Campo Grande (RJ).

Deixe seu comentário