A oração altruísta de Ana

E disse ela: Ah, meu senhor, viva a tua alma, meu senhor; eu sou aquela mulher que aqui esteve contigo, para orar ao Senhor.

Por este menino orava eu; e o Senhor me concedeu a minha petição, que eu lhe tinha pedido. Pelo que, também, ao Senhor eu o entreguei, por todos os dias que viver; pois ao Senhor foi pedido. E ele adorou ali ao Senhor.   1 Sm 1: 26-28

A vida de uma mulher nos tempos de Ana não era muito fácil. Era uma cultura predominantemente machista, em que a mulher era ignorada. Sua função era cuidar do lar e procriar. Constantemente, ela era humilhada por sua adversária Penina, por não prover herdeiros ao seu marido. Podemos aprender muito com a vida espiritual dessa mulher.

A casa de Ana deveria ser um ambiente difícil, hostil até. A Bíblia nos revela que Elcana, seu marido a amava, e possivelmente, isso era o principal motivo de brigas. (1Sm 1:8). Imagine duas mulheres marcando o terreno, disputando cada espaço dentro daquele lar. Ana continuamente orava, indo ao templo e pedindo a Deus a benção de ser mãe, de gerar um filho e assim livrar-se da humilhação e da vergonha.

Ana estava no lugar certo, mas orava de maneira errada. Ela pedia um filho para si e assim livrar-se do seu sofrimento (pois naquele tempo uma mulher que não gerava filhos era rejeitada). E durante muitos anos sua oração foi assim.

O que podemos aprender com essa história? Ana orava ao Senhor, mas isso não era suficiente. O que faltava? Ana veio a ter atitudes que a levaram a receber a sua benção, e assim mudar sua história.

Vejamos:

Ela perseverou nas orações derramando toda a sua alma. Ela continuou pedindo, porém mudou o foco, agora o milagre era para a glória do Senhor (1 Sm 1:11). Ela recebeu seu milagre, testemunhou pagando o voto e adorou a Deus. O Senhor achou graça nas atitudes de Ana.  Com atitudes simples, ela obteve uma grande resposta!

Deus anseia por intimidade para gerar “Samuel”. E mais, o milagre que Deus quer gerar em você nunca será apenas seu! Ele servirá para abençoar outras vidas. Samuel, seu filho, tornou-se um grande sacerdote, respeitado em todo Israel.

Então, reveja o teor de suas petições. Será que você está orando da maneira correta?  A família de Ana foi ricamente abençoada através de uma oração altruísta. Ela concebeu Samuel, que significa “Deus ouve”.  Então, ore pedindo, com a certeza que não será apenas para você, mas sempre para Glória de Deus.

Simone Maia é bacharel em Pedagogia (UCB) e Teologia (FAECAD), casada com Marcos Rossi, mãe de Amanda (18) e Matheus (12) e membro da Igreja do Evangelho Quadrangular de Bangu (RJ).  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *